Como treinar operadores de empilhadeira?

Postado por
Empilhadeiras

Um dos maiores desafios na área logística dentro de uma empresa, é atender a demanda e a velocidade exigida para a movimentação de estoques.

Para tentar buscar uma solução, muitas empresas fazem o uso de empilhadeiras. Com o auxílio desta máquina é possível desenvolver melhorias concretas na estratégia de armazenagem, otimizando os processos logísticos.

Com cerca de cem século de vida, as empilhadeiras nasceram com a finalidade de transportar materiais dentro de uma fábrica. De lá pra cá essas máquinas evoluíram muito e começaram a ser fabricadas com foco na maior eficiência logística, tornando-se mais robustas e com capacidade para suportar e elevar cargas mais pesadas a alturas mais elevadas. Consequentemente, tornou-se necessária a adoção de medidas mais eficazes de segurança e proteção para os condutores e mercadorias.

Atualmente a utilização deste veículo está condicionada a duas normas regulamentadoras: a NR-6 e NR-11. A primeira diz respeito a segurança do trabalhador e trata especificamente dos EPIs (equipamentos de proteção individual) e EPC’s (equipamento de proteção coletiva), que o operador deve portar para operar a empilhadeira. Já a NR-11 regulamenta o transporte, a armazenagem e o manuseio dos materiais. De acordo com a norma, nos equipamentos de transporte com força motriz, o operador deverá receber treinamento específico pela empresa, que irá capacitá-lo para exercer a função.

Segundo Cláudio de Souza Pedra, que é tecnólogo em mecanização em agricultura de precisão e instrutor do Senar-MT, a aplicação dessas NR’s, requer um conhecimento local de trabalho e dos riscos que elas podem oferecer ao trabalhador. Ele lembra que, para isso, existem cursos específicos referentes a essas normas.

Aliás, a formação dos futuros operadores também deve ser feita em instituições que possuam o modelo de ensino com aulas práticas e teóricas. O Senar-MT é uma destas instituições e – segundo o instrutor – a demanda pelos cursos em Mato Grosso tem aumentado, especialmente na área rural. O veículo é muito usado em algodoeiras e sementeiras. Para quem tiver interesse em se tornar um operador de empilhadeira, o instrutor lembra que o Senar-MT oferece cursos na área. Basta procurar o Sindicato Rural local e se informar sobre o treinamento.

Confira mais sobre o assunto no vídeo abaixo:

 


A REMOCARGA EMPILHADEIRAS está presente no mercado paranaense há mais de 18 anos com soluções logisticas comercializando e alugando equipamentos para movimentação de cargas.

Somos representante oficial das marcas, Haulotte, plataformas elevatórias. Em 2019 iniciamos a parceria com a SAS Empilhadeiras elétricas, semi-elétricas e manuais e com a Combilift, uma linha de empilhadeiras especiais. Em 2020 iniciamos a parceria com os guindastes Hyva uma linha de guindastes de alta performance.

Atuamos como oficina de serviço para empilhadeiras multimarcas. A REMOCARGA comercializa e aluga empilhadeiras novas e usadas, peças genuínas diretamente dos fabricantes e similares de alta qualidade com garantia, presta serviços de prevenção e manutenção em empilhadeiras e paleteiras mecânicas, motorizadas e elétricas.

Nossa localização:
Rua O Brasil para Cristo, 2021 – Boqueirão – 81730-070 – Curititba – PR

Contato:
Fone: (41) 3094-5500 / 3284-3238
E-mail: remocarga@remocarga.com.br

#remocargas #empilhadeira #empilhadeiraelétrica #guindastes #plataformaselevatorias #plataformas #movimentacaodecargas #transbordodecargas #paleteira #paleteiraeletrica #sasindustria #combilift #hyva #hyvaguindastes #still #haulote #armazenagem #equipamentoslogisticos #equipamentosparalogistica #portapalete #palete #baoli

Carregando…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.